03 julho, 2013

Perdão

Continua o exercício de surrealismo político. Está um «perdoa-me» em marcha, enquanto os dislates do executivo prosseguem a velocidade vertiginosa. Amanhã há debate no Parlamento sobre a dívida pública e quem o governo manda para de...fender a dama do executivo é...Paulo Macedo, o ministro da saúde. A miss Swap fica resguardada. Com o passar dos anos acho que Santana Lopes, apesar de não ter tido a legitimidade dos votos, foi tremendamente injustiçado no inesquecível verão de 2005. Os incidentes protagonizados pelo seu governo não chegam aos calcanhares dos constantes tiros de bazuca da dupla Passos/Portas.

2 comentários:

Anónimo disse...

2004.

heretico disse...

a degradação do "espectáculo" - patéticos!...

seduz-me o título do blog. passarei mais vezes,

se me permite.