26 fevereiro, 2013

«Artistas» da língua

Os nossos políticos são uns «artistas» na arte do eufemismo. Agora o palavrão mais bonito que lhes brota da boca é «poupanças estruturais». Isto tudo para não dizer que «cortam», «eliminam» ou «dão tesouradas cegas» nos recursos do Estado e dos portugueses.

Parabéns e alguns reparos


Fevereiro é um mês prenhe em aniversários de órgãos de comunicação social. Hoje, a TVI 24 completa 4 anos de vida, sempre em sentido ascendente em qualidade e em audiências. No sentido oposto, a TSF, cumpre quinta...-feira 25 anos. Os parabéns para ambos são devidos, mas os reparos também são legítimos. Quanto à TV de Queluz, dizer que começou muito por baixo e que melhorou muito. Em certos momentos não fica a dever nada à SIC-Notícias e os próprios comentadores são de primeira água. Da TSF falo com alguma mágoa. É a «minha» rádio, que me acompanha a maior parte do tempo. E o lamento maior é que o seu core business, a informação, tem vindo a desvalorizar-se nos últimos meses. Pouca produção própria, muita agência internacional, muita, demasiada Lusa, muita TVI 24, muita SIC-Notícias e alguma RTP-Informação. Informativamente já vale pouco, por isso. Faz uma súmula do que a concorrência produz e apresenta-se em antena. É pobre. Dirão que é o contexto. Pois, acredito. O sentimento entranhado faz com que ainda não a tenha abandonado, mas tenho-a trocado amiúde pela RR e pela Antena 1. É a vida!

25 fevereiro, 2013

Sim, sr. Presidente!


Cavaco sempre foi um medroso da tanga. O seu deleite supremo sempre foi estar rodeado de carros oficiais, batedores a abrir caminho e «gorilas» em circulo, a blindá-lo do povo. Agora, com a o cenário social e económico em ebulição, a cagufa é tanta que não pára de roer as unhas até ao sabugo. Todos os dias é vê-lo apenas entre a «casa» do Possolo e a «pirâmide» de Belém. Nem espreitar pela janela está autorizado. Não dá um passo em falso. Agora até arranjou um anfiteatro improvisado no seu palácio oficial para acolher umas cerimónias catitas com malta com vontade de empreendedor. A plebe é obrigada a passar pelo detector de metais, mas, não vá o diabo tecê-las, os seus «gorilas» de estimação estão sempre por perto. Pior, pior, é mesmo se alguém se lembrar de cantar uma «grandolada» ou uma «vampirada» do camarada Zeca. Já há quem diga que há snipers no telhado do Palácio de Belém para pôr fim à cantoria. O respeito pelo Presidente é muito bonito, tá?

«Cinéfilos» sem sono

Fico arrepiado ao saber que a TVI ganhou a madrugada em audiências e não foi nas TeleVendas. 200 mil portugueses estiveram colados ao ecrã entre a 1 e as 6 da manhã a ver o espectáculo dos óscares, live from LA. Desempregados com insónias é meio caminho andado para daqui a alguns meses pedirem ajuda desesperados ao picheleiro dos miolos.

Do enterro à ressurreição

Alguém bom da tola pode confiar num país em que mais de 6 milhões de italianos depositaram o seu voto em Silvio Berlusconi? Só se querem as putas ao poder, porque os filhos já lá andam...

Brutti, sporchi e cattivi

A quarta economia da União Europeia vai continuar onde estava: entregue à bicharada. Bersani, Berlusconi e o Grillo falante vão andar nas tribunas do Parlamento e do Senado a digladiarem-se por coisa nenhuma. Como «lanterna vermelha», o respeitável ancião Monti vale 10 por cento para os seus concidadãos. Assim vão as glórias do mundo. Feios (brutti), porcos (sporchi) e maus (cattivi), são o que estes italianos continuarão a ser. Obrigado Ettore Scola!!!

24 fevereiro, 2013

Itália é isto!



Eu cá para mim acho que a Itália consegue ser um país bem mais estranho do que o nosso portugalzinho. É unico porque consegue ter mais mafiosos e corruptos, vota não num só dia, mas em dia e meio, junta meninas de seios desnudos a dizerem «Basta Berlusconi», o boletim de voto assemelha-se a um panfleto do «Continente» e, a suprema diferença, consegue ter como quatro putativos candidatos ao poder, dois comediantes, Beppe Grillo, que sempre foi humorista e mais recentemente se virou para política, e Silvio Berlusconi que toda a vida foi palhaço sem nunca se cansar. Para além disso, há um professor com um ar que mete respeito chamado Monti e um tal Bersani, que foi já foi comunista, mas ao qual lhe falta o tal toque especial que só o pode converter num grande chato. Perante isto o saldo só pode ser...ingovernabilidade. Sinceramente, ter Berlusconi no poder e ver Grillo como parceiro de coligação, que viabilizaria as suas soluções no Parlamento, seria uma espécie de sonho de uma noite de verão. Voltarei ao tema amanhã.

Mais do que um jogador, uma multinacional

Que bela estreia do «rei» Beckham no Parque dos Princípes, com a camisola do PSG. Vitória, liderança e neve a rodos. Deu graça ver a «spice» Vitoria enrolada num caríssimo casaco de peles no camarote e...«that's all folks». Isto parece ter tudo a ver com futebol, mas é pura imaginação. De futebol Beckham tem cada vez menos, agora é uma multinacional que ali anda no relvado e no banco a atrair sponsors e vendas de camisolas.

Uma volta à Portugal da canção


As «grandoladas» que perseguem os ministros e secretários de Estado deste governo já preenchem quase todas as capitais do distrito. As próprias aberturas dos telejornais fazem lembrar autênticos festivais da canção. Só falta ouvir alguém dizer do outro lado da linha: «O juri reunido na cidade da Guarda, decidiu atribuir a seguinte votação: «Grândola, Vila Morena», 10 pontos». Sugiro que quando a Grândola chegar à Madeira e aos Açores, se passe para a fase «E Depois do Adeus». Não é das melodias mais fáceis de de cantar em manada, mas tem a força de furacão.

22 fevereiro, 2013

Nome e N.º Contribuinte? Pedro Coelho...177 142 430

Os NIF destas 4 «joias» já circulam e muita gente anda a pedir fatura com os nomes dos integrantes da pandilha. Ora aí está uma excelente ideia e que não é nenhum abuso democrático. Chapeu!

Uma fiança risível


Pistorius saiu em em liberdade sob fiança de 78 mil euros. Uma pechincha para um atleta olímpico, um herói no seu país e com contratos milionários. O que parecia um homicídio premeditado deverá passar para homicídio por ...negligência. O juíz reconheceu ter dúvidas e é legítimo que as tenha, mas um poderoso e famoso com um bom advogado amedronta qualquer juiz em Lisboa, em Pretória ou na República do Kazaquistão.

Negócios da China em Campolide

Lê-se no «Sol» que Paulo Futre foi convidado por Fernando Seara para candidato à Junta de Freguesia de Campolide, inserido no projecto do autarca para a capital. Com a tara do Paulo pelos chineses, não seria um erro pensar que podia ali nascer a primeira «Chinatown» lisboeta, com restaurantes, mercados, lojas dos 300 e afins. De presidente da junta, a presidente de câmara e ministro é um pulo. Força Paulo!

O «Clooney» da Soeiro Pereira Gomes

O partido da foice e do martelo dá uma pedrada no charco com a candidatura do eurodeputado, João Ferreira, à presidência da Câmara de Lisboa. Biólogo de formação e doutorando em ecologia, o «handsome» boy apareceu diante dos jornalistas todo aprumadinho, de fato completo e com a gravata, adereço a quase todo esquerdóide que se preze é alérgico. Será que algo está a mudar no PCP? Ou será, uma nova imagem, a mesma mensagem?

«Tomar» e «levar», outra vez

A revista «Visão» descobriu que há bispos homossexuais, ou seja, que gostam de «tomar» e/ou de «levar» no dito. Grande novidade. Crime não é, pecado depende das perspectivas cristãs. Isto sucede na véspera de um jornal italiano ter dito que Bento XVI resignou devido à pressão de um «lóbi gay» do Vaticano. Fico roído de inveja só de pensar como serão as saunas na Santa Sé.

19 fevereiro, 2013

Casório animado

O Relvas está em todo o lado e esta está muito boa. Com a devida vénia do site «Yronikamente», disponível no Facebook.

Na «pole position» da revolta

Hoje os estudantes, sexta feira, mais polidos, serão os militares num jantar organizado por Loureiro dos Santos. Como diria Galileu, «et pur si muove», frase que pronunciou depois de renegar a visão heliocêntrica do mundo perante o tribunal da Inquisição.

Audiências pouco beatas


Nem o nome da apresentadora, nem a temática do programa (a resignação de Bento XVI) safaram a Dona Fátima no segundo Dia do Senhor, o serão dominical, do seu Prós e Contras, que continua a perder interesse e a derra...par nas audiências. 3,9% de share e 166 mil espectadores é uma verdadeira pobreza franciscana para um programa que se julgava uma referência. Dizem os mentideros que a beata Fátima Campos Ferreira não foi tida nem achada na despromoção das segundas para os domingos, apesar de ser num horário mais decente. Ao domingo, véspera do regresso ao trabalho, o pessoal quer é ver os debates dos «paineleiros» da bola e as bimbalhices do Goucha e da Cristina no «Esta Cara não me é Estranha». E quem não vê TV, lê um livro ou ouve um CD do Miles Davis. Santa paciência!

18 fevereiro, 2013

02/03/13

O pároco Marcelo garante que os portugueses estão «conformados». Realmente não temos o sangue quente dos espanhóis e dos gregos, sempre prontos a levar bastonadas e pontapés da polícia, mas acho que o que falta é um clique mobilizador que se perdeu depois de 15 de setembro do ano passado, na mega-manifestação que juntou dezenas de milhares de pessoas. Dia 2 há mais. São os mesmos organizadores de volta às lides. Entre o Marquês e o Terreiro do Paço, a partir das 16 horas.

Um ignorante desafinado

É oficial: O Relvas não sabe a letra do «Grândola, Vila Morena». Talvez seja pertinente perguntar-lhe se sabe o hino nacional
http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=27&did=97212

17 fevereiro, 2013

O valor da linguagem gestual

Anda meio país louco e confuso sobre se é «tomar», «levar» ou «ir» ao cu, mas também pode ser mostrar o dedo do meio da mão em riste como mostra de desagrado. Foi o que aconteceu com Luis Barcenas, ex-tesoureiro do Partido Popular espanhol, envolvido no escândalo que salpicou a cúpula do partido e do governo liderado por Rajoy, que hoje brindou os jornalistas com este gesto à chegada a Madrid, após uns dias de descanso a esquiar no Canadá. Pobrezinho....

Uma dúvida deveras pertinente


Saiu a taluda ao Santana

O grupo de comunicação social Impala foi condenado a pagar uma indemnização de 730 mil euros a Pedro Santana Lopes, segundo decidiu o Tribunal de Sintra. Os casos remontam à altura em que Santana foi Primeiro-Ministro. Esta decisão sem paralelo vai determinar um de dois cenários: ou se acabam os problemas financeiros do ex-presidente do PSD ou então acaba-se o grupo Impala de Jacques Rodrigues.

Ele rouba, mas faz

Isaltino, o autarca «eu roubo, mas faço», inaugurou mais uma fase do monumental Parque dos Poetas, em Oeiras. Dizem os mentideros que já foram gastos milhões em estátuas, esculturas e outros ornamentos para aquele espaço. O edil assegura que cultura e lazer também são sinónimos de emprego. Não podíamos estar mais de acordo. Já agora, em que pé é que estão os teus recursos judiciais?

16 fevereiro, 2013

A frase do dia

«Apesar de ex-, o Viegas aproveitou para aumentar o nível cultural do País: hoje há mais portugueses que sabem que cu não leva acento», Ferreira Fernandes, DN, 15 Fevereiro 2013

A degola do «Coelhinho»

O «Coelhinho» garante que a corda já não se pode esticar mais. Eu tenho gosto em colaborar e arranjar-lhe uma cordinha extra para si e os seus «compagnions de route», com um nó que lhe fica perfeitamente no colarinho. Posso pendurar, sr. primeiro-ministro? Não tenha receio. Ai aguenta, aguenta...

O filósofo da «Porcalhota»

O treinador do Benfica tem origens humildes e faz questão de não as ocultar. Passo a passo, Jorge Jesus está refinar o seu discurso. Hoje voltou a citar Lenine. «Não se esqueçam desta frase: a prática é o critério da verdade». Está visto que trocou os visionamento dos videos dos adversários pelos grandes vultos da História.

15 fevereiro, 2013

Notícias da enfermaria

Alive and kicking, ainda para mais a ler o jornal «Gramma», o órgão oficial da madura democracia cubana. Hugo is back, não se sabe é por quanto tempo...

13 fevereiro, 2013

Uma burka?


A revista do coração «Chi», propriedade do cor de rosa Berlusconi, publicou as primeiras fotos dos príncipes, William e Kate,a banhos nas Caraíbas. «A barriga cresce», titula a publicação que deverá sofrer o acosso judicial do Palácio de Buckingham e da Justiça britânica. O casalinho deve saber que ser principe e princesa, nos dias que correm, não é fácil e nem nos confins do mundo vão deixar de ser observados e flagrados, seja pelos paparazzi, seja pelo comum cidadão, tomado pela curiosidade. Até a criança nascer, o melhor é fazerem férias em casa. Ou então levar para Kate uma burka como fato de banho para ocultar a barriguita e o resto..

Uma família muito normal

Parece uma família muito normal. Feliz. Mas este «normal» é só o melhor jogador do mundo a jogar à bola. Lionel messi e a sua companheira Antonela, com o seu filho, Thiago, em descontraído passeio por Paris. Sem confusão, aparato, nem sequer um discreto segurança por perto. Uma verdadeira ruína para as revistas do coração. Felizmente que temos Ronaldo...

O Luís é mais euros...

Figo recusou candidatar-se a presidente do Sporting. Que novidade! Figo, para além de um grande jogador, é um verdadeiro «pesetero» profissional. Basta lembrar os mais amnésicos que ousou posar e tomar um pequeno almoço com o Sócrates que custou 100 euros. Se aceitasse gerir um clube que não tem dinheiro para mandar tocar um cego, era a piada do ano.

12 fevereiro, 2013

Entrudo e palhaçadas

Este fundamentalismo parolo do governo de obrigar os funcionários públicos a trabalharem ou a fingir que, converte esta terça-feira de Carnaval numa espécie de feriado clandestino, como hoje ouvi dizer a um professor universitário na TVI. A máscara do Entrudo que lhes assenta como uma luva é mesmo a de palhaço.

Recados e embrulhos madeirenses

«Albertinho paga as contas» foi uma das mensagens que Alberto João Jardim viu desfilar no Carnaval Trapalhão esta tarde na Avenida do Mar. Questionado pelos repórteres se estava incomodado como o recado da populaça, o político madeirense não foi de modas e deu o troco: «Tenho dívidas? Ah, pois tenho. Se não tivesse ele se calhar não tinha estrada ao pé de casa». Embrulha, com os cumprimentos do Albertinho...

Um raio antes do fumo branco

Se esta foto não é produto do photoshop é  brilhante. Foi tirada  ontem à noite em plena Praça de São Pedro, quando  um raio atinge a cúpula da basílica do Vaticano. Acho que durante as próximas semanas será oportuno ver ou rever o filme de Nani Moretti, «Habemus Papa».

Faxina no Chiado

Continua a «limpeza» na RFM, o «outro canal» da Renascença. Depois do fim do «café da manhã», agora é a vez do programa mais antigo da rádio portuguesa, o «Oceano Pacífico», perder o seu homem do leme, João Chaves. Marcos André assume os comandos. Oceano muito revolto no edíficio da Rua Ivens, ao Chiado.

10 fevereiro, 2013

Proença, o injustiçado


Começa a ser penoso que Proença continue a apitar em Portugal. Ele é excelente lá fora, mas cá está sempre sob suspeita, por ser do Benfica, por apitar o Benfica ou até por viajar no mesmo avião do Benfica para a Madeira, como aconteceu este sábado. Hoje vingou-se das críticas e mandou dois jogadores encarnados para o balneário e ainda foi atingido com uma garrafa nas costas. Para por cobro a isto, conceda-se já ao Proença o estatuto de exilado de excelência. Só poderá apitar fora das fronteiras do seu país.

Carnaval, dívidas e crateras

Três anos depois, Alberto João Jardim voltou a desfilar no corso madeirense este sábado à noite, com a mítica «Turma do funil». Jardim é dos que pensam que «tristezas não pagam dívidas». Nós, corrosivos como sempre, achamos que este aforismo popular deve ser readaptado à actual realidade madeirense e reformulado para: «Não há folia que tape as crateras do queijo suiço insular».

A frase da noite

«Relvas a avalizar, é Relvas a enterrar», Marcelo Rebelo de Sousa, referindo à defesa que o ministro fez do secretário de Estado , Franquelim Alves, TVI - 10 Fevereiro 2013

09 fevereiro, 2013

De bestiais a bestas

Acabou o «Café da Manhã» da RFM, apresentado durante uma década pela dupla Carla Rocha/José Coimbra. Para a semana os animadores serão outros. O motivo: as manhãs da Comercial, com Pedro Ribeiro e Ricardo Araújo Pereira, estão à frente das audiências. De bestiais a bestas, em 10 anos. Descubra as diferenças entre ser treinador de futebol e animador de rádio.

08 fevereiro, 2013

Sem «suspense»

Oiço na TSF que chega amanhã às salas de cinema o filme de Sasha Gervasi sobre os bastidores da filmagem de «Psico» do «master» Alfred Hitchcock. Ai chega, chega, mas entretanto fez um desvio e passou pela sala de cinema aqui de casa. É caso para dizer, sem sombra de «suspense»...

Azar do basalto

O negro cor de basalto, a tonalidade do equipamento da selecção das quinas, foi premonitório do descalabro na cidade onde nasceu Portugal. Derrota com o Equador (2-3) num jogo a feijões, a um mês de dois combates decisivos de qualificação para o Mundial do Brasil 2014. Era o que faltava, agora que os cálculos do Gaspar começam a bater certo, que conhecessemos o nosso funeral futebolístico.

Ligações perigosas

Não é que se soube agora que o prodígio Franquelim Alves começou na consultora Ernst & Young aos 16 anos, 19 anos antes desta empresa existir? A informação apareceu no Portal do Governo coordenado pela Marta Sousa, a companheira do Relvas. E não é que se soube também que o Franquelim nasceu na Linhaceira, Tomar, terra onde Relvas cresceu politicamente e ainda hoje mantém os seus afilhados da política? O Bandarra é que tem razão: isto anda mesmo tudo ligado!

A frase do dia

«Somos a primeira televisão mamífera num mundo onde ainda há dinossauros», Octávio Ribeiro, director do Correio da Manhã TV, projecto que estreia em Março na MEO, Jornal de Negócios, 7 Fevereiro 2013

05 fevereiro, 2013

Espelho meu há alguém mais sério do que eu?


Com indisfarçável enfado, o Ricardinho Salgadinho lá «despachou» os chatos dos jornalistas quando questionado sobre as suas alegadas dívidas ao fisco. «Tenho a consciência tranquila», bla, bla, bla, repetiu até à exaustão o presidente do BES. E acrescentou, caso houvesse algum surdo na sala: «Devo dizer que nunca me esqueci de cumprir as minhas obrigaçõ...es fiscais, tudo aquilo que eu fiz é de uma correcção absoluta». Como é que poderiamos duvidar da sua palavra, caro Doutor Salgado? Não fosse o senhor o dono da minha casa e de mais um par de botas, eu até tinha umas coisas para lhe dizer, mas assim sendo....acho-o um primor de correção e na luta por todos os pobrezinhos deste país. Continue, doutor!

Apanhem-me se puderem...

Oiço, creio que na cristã TVI, que Vale e Azevedo pode ser libertado dentro de um mês se forem acauteladas as suas condições de reinserção social. What??? I bag your pardon? Reinserir este homem? Mas algum vez ele esteve fora da sociedade? Façam uma petição online a pedir a liberdade imediata para o mestre da burla e da fraude. E arranjem-lhe emprego. Com a asfixia de impostos que por aí grassa isto só lá vai com economia parela. Formador na arte de burlar sem deixar rasto. Parece-lhe bem para recomeçar a vida, caro doutor?

Alô Severino!



Carlos Severino, o ex-diretor de comunicação no tempo de Dias da Cunha e ex-repórter de pista da TSF nos tempos do saudoso Perestrelo, é o primeiro candidato à presidência leonina. O bom do Carlos não deve ter grandes chances para chegar à cadeira do poder, mas quase que aposto que era capaz de ter mais votos do que o camarada Godinho Lopes. O ainda presidente leonino nem ao Rato Mickey e ao Pateta conseguia ganhar.

KO técnico

Fernando Ulrich é o banqueiro pé de chinelo do regime. Fala a linguagem do povo e não se furta a uns joguinhos de boxe com os deputados mais afoitos que o adoram provocar. Esteve desastroso no argumento dos sem abrigo e do «ai aguenta, aguenta», mas respondeu acertadamente a Ana Drago, hoje, em comissão parlamentar, quando esta insinuou que o banqueiro ganhava 60 mil euros por mês. «Porque é que não se preocupa, por exemplo, com quanto ganha o treinador do Benfica?» Diz quem viu que a bloquista meteu a viola no saco com o «uppercut» do presidente do BPI. KO técnico

04 fevereiro, 2013

De desligar tudo!

Depois do fiasco da cerimónia de tomada de posse de Obama, Beyoncé arrasou de tal maneira que rebentou os fusíveis do SuperDome de New Orleans, deixando o show 30 minutos à luz das velas. A CBS, a estação oficial, é que ficou a lucrar. 48% de share, o que faz desta SuperBowl a mais vista da história da América.

Os argumentos da Glorinha


O jornal «I» concede 3 páginas (4 se considerarmos uma foto a todo a página) com a Glorinha, a deputada socialista que adora chá de malte e foi apanhado com um bocadito de álcool misturado no sangue. A entrevista ...é confusa, e ao mesmo tempo justificativa e arrogante. A Glorinha admite o erro de ter pegado na viatura pouco apta para o acto, mas diz que ninguém tem nada a ver com a vida privada dela. Diz ela também que ser deputada não é uma profissão, é um cargo. Tem razão. Bem pago, com mordomias associadas e uma coisa chamada imunidade parlamentar que dá para tudo. Estar sentado naquelas bancadas devia ser um mérito ao alcance de verdadeiros eleitos. Dos melhores e das melhores e não de «tapa buracos» ou de carreiristas políticos.

«Pénis abençoado» dá «leite sagrado»

A TVI 24 primeiro e depois o Correio da Manhã publicaram uma notícia com base num sítio de notícias falsas brasileiro. Rezava a pseudo-notícia que um alegado padre jurava às paroquianas ter um «pénis abençoado» e o líquido que dele emanava era «leite sagrado». Para comprovarem tal feito transcendental, convidada as fieis a testarem o seu instrumento evangelizador. Digno do «Jornal do Incrível». Se não acredite, leia:
http://www.tvi24.iol.pt/acredite-se-quiser/tvi24-sexo-pastor-ultimas-noticias-igreja/1415729-4088.html

Milan e Gerard

A primeira foto do rebento. Este Milan é um verdadeiro doce, aqui nas mãos do papá Gerard. Shakira delegou o protagonismo nos varões. Até aposto que o seu regresso musical será muito influenciado pela recente maternidade da colombiana.