31 agosto, 2012

Os sheiks da bola andam distraídos

Na roda dos milhões das transferências é estranho que nenhum sheik doido por bola abra os cordões à bolsa para contratar provavelmente o melhor ponta de lança da actualidade. Chama-se Radomel Falcao e continua a brilhar, com a devida vénia ao FC Porto, em clubes da 2ª divisão europeia. Hoje foram mais três golos na final da Supertaça. O colombiano já leva no seu curriculum na Europa, 2 taças da liga e uma supertaça. Não está mal.

30 agosto, 2012

Mudança de flanco, descongestionar jogo

Os titãs Ronaldo e Messi ficaram a chuchar no dedo. Andrés Iniesta recebeu o bem merecido prémio de melhor jogador europeu da última temporada. E para compor o ramalhete só falta Casillas receber o prémio de melhor jogador do mundo no final do ano. Moral da história: Nem só quem mete a bola dentro da baliza é um fora de série.

Ética e moral no campo de férias alentejano

Os caloiros e as caloiras do PSD que frequentam o «campo de férias» de Castelo de Vide não precisam de aulas magistrais de catedráticos do coturno de Adriano, Marcelo ou Borges. Talvez fosse mais conveniente convidar sacerdotes para dar umas aulinhas de ética e religião e moral para os meninos e as meninas que sonham em ser políticos de carreira.

«Paradón» de Judite

Judite de Sousa e Iker Casillas, à saída do estádio Bernabéu, ontem. na página do FB da entrevistadeira da TVI. Será que foi desta que a Judite conseguiu entrevistar José Mourinho, um dos poucos cromos difíceis que lhe faltam para a sua colecção?

28 agosto, 2012

Relvas, a fama que chega longe

Se esta foto que publicamos não é nenhuma montagem, então é caso para dizer que o slogan «Vai estudar ó Relvas» já chegou aos quatro cantos do mundo e é um lídimo representante do mundo da globalização. Esta imagem foi captada à porta do Hotel Timor, onde está instalado o excelentíssimo ministro adjunto, em visita oficial à antiga colónia portuguesa.

O interesseiro alerta de Obama

Os políticos aprendem depressa, mas só quando lhes convém. A 2 meses de eleições, Obama não quer ser derrotado por um furacão, ainda para mais de nome "Isaac", e veio falar aos americanos a meio da manhã de hoje para estarem preparados para todas as situações. George W. Bush ficou com o «selo» do "Katrina" estampado no seu consulado e Obama faz o seu trabalhinho para que, se a coisa der para o torto, sentenciar: «Não digam que não vos avisei». Mais brancos ou mais morenos, os políticos são todos farinha do mesmo saco.

Ladrão que rouba a ladrão, tem 100 anos de perdão

Albert Jaeger, representante do Fundo Monetário Internacional, está a residir em Lisboa desde Outubro do ano passado. Segundo o ´jornal i`, numa viagem com os turistas ao Castelo de São Jorge, o austríaco foi assaltado no eléctrico 28. Como diz o nosso povo, «ladrão que rouba a  ladrão»...

A frase do dia

«O Sporting é o espelho do país. Ninguém exige nada a ninguém», Dias Ferreira, adepto do Sporting, no programa «Dia Seguinte», da SIC-Notícias, 27 Agosto 2012

27 agosto, 2012

Quem foi o melhor Bond?

Roger Moore afirmou, no seu novo livro de memórias «Bond on Bond», que Daniel Craig foi até hoje o melhor actor a interpretar no cinema o agente secreto criado nos livros de Ian Fleming. Moore é, como sempre foi, um verdadeiro cavalheiro, mas eu cá para mim, o «Bond deluxe» corresponderia à fleuma de Sean Coonery, ao humor de Roger Moore e à imagem àgil e moderna de Daniel Craig. Junta-se tudo, leva-se ao lume e temos o Bond perfeito. Objeções?

Pergunta para inteligentes

Vislumbrei Rui Verde, o antigo vice-reitor da Independente, numa esplanada lisboeta. Parece mais magro e com o cabelo menos em desalinho. Não devia estar preso?

26 agosto, 2012

O «foro privado» do cidadão que também é Primeiro-Ministro

A uma pertinente pergunta do DN o gabinete do Primeiro-Ministro recusou dar resposta, alegando ser uma violação do «foro privado», porque «não estão em causa dinheiros públicos». A nota da direcção do jornal da Controlinveste extraiu, de forma célere, a moral da história.

Seguro em câmera lenta

Seguro demorou três dias a responder ao processo de concessão/privatização da RTP. Diz ele que se o PS for governo, o serviço público regressará para corresponder ao interesse nacional. Será que o autarca Costa pensa o mesmo?

If you believe, they put a man on the Moon

 Se não foi um embuste à americana, morreu ontem o primeiro homem a pisar a Lua, de seu nome Neil Armstrong. Autor da célebre frase, «um pequeno passo para o Homem, um grande passo para a Humanidade». Apetece ouvir REM.

25 agosto, 2012

Um segredo no fervilhante Chiado


Ainda é um segredo bem guardado da cidade. Chama-se «Cafe Royale» e é uma benção encontrar um mesa disponível no seu exíguo, mas muito acolhedor pátio exterior. Ideal para beber um café ou comer uma refeição ligeira, antes ou depois de um passeio pelas cada vez mais «in» ruas do Chiado. 
PS: Faz precisamente hoje 24 anos que ocorreu o incêndio do Chiado. Muito mudou, umas coisas para melhor, outras para pior. Mas pelo menos não se pode negar que há vida no bairro.

Desclassificado por...nunca ter acusado doping

É com grande tristeza que reconheço que o ciclismo atingiu o grau zero de credibilidade. Por culpa dos ciclistas e pelos parasitas que rodeiam os atletas. O que é confrangedor é ver a decisão da entidade de doping norte-americana que, apenas com base em testemunhos, «apagou» a carreira de 14 anos de Lance Armstrong. Com a curiosidade de o norte-americano nunca ter dado positivo num controlo anti-doping. Quem rejubila são os franceses. Andaram anos, como loucos, atrás das provas do crime, mas nunca as encontraram. Azar do caraças, nem com a desclassificação de Lance dos 7 Tours que conquistou, a França consegue que um seu ciclista suba ao primeiro lugar do pódio, pondo fim à humilhante sequia na «grand boucle» que dura desde 1985.

A frase do dia

«Foi visto tubarão na terra de Isaltino Morais», título de uma notícia publicada no jornal «I», 25 Agosto 2012

24 agosto, 2012

Borges, o fantástico consultor

Cada tiro, cada melro. O «iluminado» do governo que mandou avançar o consultor Borges para anunciar a privatização da RTP devia ser alvo de sevícias na praça pública. Aqui chegou a credibilidade deste executivo. A cereja no topo do bolo é dar a «cacha» a um jornal semanário controlado por angolanos. Seria o fim da picada se os africanos entrassem pelas instalações da Marechal Gomes da Costa a dentro.

O patético Duarte Pacheco

Confrangedor debate na SIC-Notícias sobre as contas do Estado. Incompreensível (ou talvez não) a escolha do patético Duarte Pacheco para representar o PSD naquele debate. Meteu os pés pelas mãos e revelou-se impreparado para reagir ao «bombardeamento» dos 3 deputados da oposição. Miguel Frasquilho seria a escolha mais óbvia, mas o temor social-democrata a que ele defenda novo choque fiscal deverá ter pesado na sua ausência. João Almeida, do CDS, cumpriu a cátedra de Portas. Tentou caminhar por entre os pingos da chuva e até conseguiu. Os democratas-cristãos estão muito bem «domesticados».

23 agosto, 2012

O fim de um sonho de Verão

Depois de se conhecerem os dados da execução orçamental, só se pode constatar que as palavras de Passos Coelho no Pontal foram um sonho de Verão. Estes «artistas» cercaram-nos de impostos e nunca pensaram que os que fogem e os que não podem pagar iam disparar. O único «positivo» (se assim se pode chamar) é mesmo a redução da despesa à custa dos...subsídios dos funcionários públicos. A troika chega dia 28. O que nos impuser, vamos aceitar como cordeirinhos. O mais certo é vir mais artilharia pesada para os de sempre.

21 agosto, 2012

Xaropada em simultâneo

Acho que a ERC tem um problema para resolver, em nome da pluralidade. A guerra pelas audiências nos canais de informação 24 horas está a gerar marcações cerradas. Chega-se a este absurdo que fazendo zapping no canal 5, 7 e 8 só se oiça falar da jornada da Liga Zon/Sagres do fim de semana. Esta noite mais uma xaropada na TVI 24, com um longo especial sobre a primeira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, conferindo uma atenção aos jogos desta noite como se estivessem o Barcelona e o Real Madrid em compita. Afinal eram o Basileia e o...Cluj. Eu sou dos que aprecia futebol, mas deixem respirar quem não gosta.

Como se diz cretinos em castelhano?

Em Espanha, como em Portugal, estão a destruir a galinha dos ovos de ouro. A liga cede em toda a linha aos operadores televisivos e permite que todos os jogos da próxima jornada se disputem em horários diferentes, uns às 23 horas, outros às 12 horas, de sábado a segunda-feira.  Enquanto isso, as patetices também por lá existem. O jogador do FC Barcelona, David Villa, vai ser multado entre 2 e 3 mil euros por ter mostrado uma t-shirt com a foto da família e a mensagem: «Impossível sem vocês», em modo de agradecimento pelo apoio que lhe deram durante os longos meses da sua lesão. Uma cretinice.

Eu é que sou o director!

Estão a ser publicados nas páginas dos jornais anúncios a informar que José Eduardo Moniz é novo director do curso de Ciências de Comunicação da Universidade Autónoma de Lisboa. Sempre tão atarefado nas suas múltiplas viagens em representação da Ongoing, entre o Brasil e Portugal, resta saber se Moniz vai aproveitar esta «perninha» na faculdade para recrutar novos valores para o seu regresso à televisão. Não foi Marcelo que disse que um dos canais privatizados da RTP seria o «brinquedo ideal» para Moniz?

Sem burka, com elegância

Parece que a doce Cristina leu o meu post de hoje. Depois do modelito para dias de canícula, a pivô da RTP escolheu trajar um elegante vestido preto que lhe assentou como uma luva. Digam lá se esta menina não metia a Catarina Furtado a um canto e poupava uns cobres ao serviço público? Voto nisso.

Serviço público sem preconceitos


O serviço público está com fracas audiências, mas não havia necessidade de vestir a naturalmente bela Cristina Esteves com um modelito próprio da praia de Carcavelos para apresentar o «Telejornal» das 8. Proponho que este noite a vistam com uma «burka»...

19 agosto, 2012

Assange estás à janela

A permanência de Julian Assange no interior da embaixada do Equador é um verdadeiro «thriller», quase hitchkochiano, com fim imprevisível. O fundador da Wikileaks esteve sempre rodeado por dezenas de agentes britânicos, mas protegido pela imunidade de uma varanda. Falou quase 20 minutos, agradeceu aos seus aliados, apelou aos seus inimigos, mas nada disso sobre o próximo capítulo. Um verdadeiro manipulador.

Verdades, mentiras e patetices

«Pedro Proença, campeão nacional 2011-2012», consegui eu vislumbrar esta pérola na t-shirt de um adepto do Benfica no intervalo do jogo de ontem com o Braga. Lá dizia Goebbels, que uma mentira repetida muitas vezes, pode tornar-se uma grande verdade. E pelos vistos, há quem acredite.

As rugas e as arrogâncias do «Deus» encarnado

Jesus tirou as rugas, mas continua arrogante. Afirmar que «os jogadores não têm ideias, a equipa é que tem», é mesmo que dizer que «L'etat c'est moi», à boa maneira de Luís XIV. Com as teimosias a persistirem, caso as vitórias não cheguem rapidamente, o técnico encarnado tem os seus dias contados no banco da Luz.

18 agosto, 2012

A dialéctica estival

Esta foto que publicamos já faz parte do arquivo. Nem por milagre se repetirá, pelo menos nesta vida. No limiar da intervenção policial a dialéctica estival entre Vieira e Pinto da Costa, com a novidade do ping pongue ser quase ao minuto. O nível anda tão baixo, que já mete prostitutas, roubo e cocaína. Não se sabe como acaba, mas acaba mal, de certeza.

17 agosto, 2012

As meninas bonitas vão para o céu, as desordeiras para a cadeia

As fanáticas e perigosas «terroristas» do grupo punk Pussy Riot cometeram um «crime» para o tribunal de Moscovo e vão ficar 3 anos atrás das grades pela «blasfémia» que cometeram dentro de uma igreja ortodoxa. Ninguém admite, mas a sentença tratou-se de uma vingança de Putin, num país que de democrata tem pouco e ainda vive um medievalismo difícil de ultrapassar. Na Russia, as meninas bem comportadinhas vão para o «céu», leia-se Kremlin, as «hooligans» ficam a apodrecer na cadeia.

O chega p'ra lá de Luisão


Sabe tão bem ver e ler a irreverência do «Inimigo Público», neste país cada vez mais bafiento em que vivemos. Afinal, Luisão deu um chega p'ra lá ao «árbitro» Passos Coelho, que caiu redondo no chão, só para defender o interesse da «equipa dos contribuintes». Muito bom. E era tão bom que a ficção se tornasse realidade. O «árbitro» que jaz naquele relvado bem merecia levar umas valentes lambadas.

Nova aventura dos «Cinco» em Portugal


Saiu fresquinho para os escaparates, em plena período de canícula, a nova aventura dos «Famous Five». Chama-se «Os cinco procuram os papéis dos submarino». Com a escritora Enid Blyton a «fazer tijolo», o argumento da história é da autoria de Paulo Portas, Pinto Monteiro e Aguiar-Branco.

16 agosto, 2012

Entre a lei da diplomacia e da força

Julian Assange é um sobrevivente e uma dor de cabeça para americanos e britânicos. Os primeiros querem a sua cabeça para culpá-lo pelo desvendar das comprometedoras mensagens diplomáticas, os segundos querem extraditar o fundador do Wikileaks, a propósito de uma alegada queixa por violação, à Suécia para depois seguir direitinho para Washington para ser julgado pela revelação de documentos confidenciais. Como Assange é esperto como um alho, escolheu há 2 meses a embaixada do Equador, na zona Oeste de Londres, um país do contra e que não se incomodou nada em conceder o asilo político ao australiano. Contudo, o "Foreing Office" diz que Assange não sairá livremente da embaixada do Equador, em Londres, para Quito, no outro lado do mundo. O que resta? Invadir a embaixada, à revelia de convenções internacionais, e provocar um banho de sangue? Interceptar um veículo da embaixada equatoriana rumo ao aeroporto e algemar Assange à boa maneira de Hollywood? Ninguém sabe. Um duro teste à diplomacia.

A bomba relógio em contagem decrescente

O dossier imobiliário, que envolve a Lei das Rendas e o IMI, pode ser o golpe fatal que conduza à desagregação do governo. Pela reportagem que a TVI apresentou esta noite no seu jornal, há muito boa gente que «não percebe nada do assunto» e que não está a ver que a sua renda de «6 contos de reis» (sic), pode passar para muitas centenas de...euros. O IMI será outro drama. As dolorosas começam a chegar na volta do correio. Bem sei que Passos disse que se «lixassem as eleições», mas por este caminho o PSD vai regressar ao seu lugar na oposição.

A frase do dia

«O fim da recessão em 2013 é uma profissão de fé», António Capucho, ex-conselheiro de Estado, Público, 16 Agosto 2012

15 agosto, 2012

A vida que ele escolheu exposta no museu

A escola primária onde Tony Carreira estudou, em Armadouro, concelho de Pampilhosa da Serra, vai ser convertida num museu dedicado ao cantor. Várias peças ligadas à sua carreira musical estarão expostas num espaço que ainda não tem data para inauguração oficial. Certo é que será o novo local de peregrinação pagã de Portugal e arredores para todos os fãs deste filho da terra.

A pérola holandesa muda de cidade

A poucos dias do início da temporada, o mercado de transferências parecia morto, até que o gigante Manchester United anuncia a contratação do holandês Van Persie, do Arsenal. Os «gunners» de Wenger perdem o seu melhor jogador, os «red devils» ganham um grande goleador, enriquecendo o seu plantel.

Levar por tabela

Compreende-se que a precariedade e a arbitrariedade de muitos patrões revoltam qualquer funcionário, mas aborrece-me que o cliente que lá vai consumir leve por tabela com o mal-estar da classe operária. Acontece-me, frequentemente,nomeadamente em cafés, ouvir, alto e bom senso, empregados a cascarem nos colegas ou no patrão, nomeadamente devido a dinheiro, falta de pessoal, etc. Hoje, no «El Corte Inglés», na zona da tabacaria, numa troca de palavras entre dois colegas chateados com os superiores, ouvi, entre dentes, mas perfeitamente perceptível, um eloquente, «caguei e andei» (sic). Ignorei, não era da minha conta, mas não abona em favor de um local que se auto-intitula de excelência no atendimento. Vão para a casa de banho ou para o café discutir as animosidades profissionais. O cliente é que não tem que levar com isso. Tenho dito.

O cata-vento

Para quem dizia há par de semanas que se estava a «lixar» para as eleições, pelos vistos mudou de ideias. Passos já planeia renovar o seu mandato. Um autêntica cata-vento. Sintomático, hoje num programa da tarde da TVI24, os espectadores que para lá ligaram repetiram muitas vezes o nome «Pinóquio». Ou foram «comprados» algures no Largo do Rato ou então já vislumbram muitas semelhanças com o emigrado Sócrates.

Quem tira o Álvaro do fundo da mina?

O Álvaro foi à festa do Pontal. Respondeu a correr às perguntas dos jornalistas para não dar muito o flanco. Marcelo já lhe traçou o destino. Remodelação certa. A confirmar-se, o ministro vai sair do fundo da mina onde está há 1 ano para  regressar a Vancouver, nas terras frias do Canadá.

14 agosto, 2012

O «astrólogo» da Manta Rota

Passos Coelho abandonou o areal da Manta Rota, vestiu uma camisa lavada e subiu ao palanque do centro aquático da Quarteira para dizer que em 2013 é que vai ser. «Inversão», «Estabilização», «recuperação» e se calhar, dizemos nós, frustração. Já cheira a eleições no PSD e até o próprio presidente do partido já fala na renovação do seu mandato, apesar de ter um quarto da legislatura cumprida. Mesmo disfarçando bem, Passos pode ser diferente na aparência, mas na essência não se consegue furtar aos cálculos eleitorais e tácticos a que todo o político está sujeito. Ele tenta, mas não consegue. Quanto aos desempregados, deixou-lhes uma palavra, mas percebeu-se que estes são uma espécie de estatística necessária para cumprir o plano de ajustamento. Finalmente, esperemos que o jantar estivesse bom. Após 45 minutos de discurso, o arroz não deve ter chegado ao prato dos comensais nas melhores condições.

Lições de um medalheiro

Ainda a performance dos atletas portugueses nas Olímpíadas. Não sei se repararam, mas ficámos no lote dos 69.º (curioso número) classificados com uma medalhita, a par de potências desportivas como o Botswana, o Gabão e a Guatemala. Como disse o presidente do Comité Olímpico Português, o resultado final da nossa comitiva traduz fielmente a imagem real do nosso país. Sem tirar, sem por. Para alcançarmos as 17 medalhas da Espanha, que ainda assim foi apenas 21.ª do ranking, temos que comer muito pão. Até os deprimidos gregos conseguiram dois broches para colocar ao pescoço. Continuem a mandar postais e a fazer muitas preces à Nossa Senhora de Fátima, pode ser que em 2016, no Rio, a boa estrela dos nossos «irmãos» do lado de lá do Atlântico esteja connosco.

A guerra do café

A hegemonia da Nespresso pode estar ameaçada pelas cápsulas do Continente, as tais que dizem ser «compatíveis» com as máquinas da marca Suiça, que conquistou os portugueses. O site digital «Dinheiro Vivo» descobriu as diferenças. Eu também já testei. Se em termos de carteira, ganha Belmiro, em termos de gosto e apresentação vence Clooney.


Verão, crime e mimetismo


Diz hoje um especialista forense que em Portugal mata-se ainda «por pão e vinho». A imprensa noticia que nas últimas 24 horas registaram-se seis homicídios, o mais chocante de todos o que aconteceu em Queluz, com 3 pessoas a morrerem carbonizadas, trancadas num elevador. Diz a estatística que Agosto é um mês propício à tragédia, a crise dá uma ajuda, a comunicação social dá-lhe amplitude, o efeito mimético é um perigoso rastilho.

13 agosto, 2012

A frase do dia


«Para António Carraça, provavelmente, o árbitro não deveria estar ali, deveria ter-se desviado de Luisão, e parece inconcebível não lhe ter pedido um autógrafo. É nestas alturas que se percebe que, por muito que tente, Luís Filipe Vieira não consegue ter mão no Benfica», Rui Santos, no «Tempo Extra», 13 Agosto 2012

Do pop para o samba

Foram três horas em grande. A cerimónia de encerramento das 30ª olímpiadas não desmereceram a de abertura. Em Londres, sê londrino, e a overdose de música, de todos os estilos, períodos e para todas as idades abrilhantou um espectáculo que vai ficar na memória de muitos. O elenco foi quase perfeito. Quase que pareceu um «Live Aid», mas sem ser organizado por Bob Geldorf. Queen, Annie Lennox, George Michael, Take That, The Who, Oasis, Pet Shop Boys, Madness, Fat Boy Slim, Kaiser Chiefs, Muse e até o que parecia ser o floop da noite, o regresso das Spice Girls, teve uma coreografia e uma animação bem cativante. A passagem de testemunho para o Brasil foi outro show. Marisa Monte, Seu Jorge e Edson Arantes do Nascimento, «Pelé», desfraldaram a bandeira verde e amarela, a nação que vai organizar os Jogos em 2016. Eu tenho um fraquinho por britânicos, mas francamente gostei. Good bye London, até breve Rio de Janeiro.

12 agosto, 2012

Um alemão azul e branco?

Teorias da conspiração indicam que Christian Fischer pode ter ligações ao FC Porto. A alegada «fruta para dormir» que terá recebido de pessoas ligadas ao clube do dragão terão levado a tão súbito desmaio e à queixa judicial que vai interpor contra Luisão. Diz o juiz que não viu nada assim em 20 anos de carreira. De facto, nem nós, é recíproco. Cartão amarelo por simulação.

A frase do dia

«Ó piegas, vai de férias para a 125 para veres o que é bom», cartaz de manifestante contra as portagens na Via do Infante, esta manhã junto à casa de férias de Passos Coelho, TVI24, 12 Agosto 2012

11 agosto, 2012

«Body check» à Benfica


Definitivamente os portugueses não têm sorte com os alemães. O Fortuna de Dusseldorf, adversário do Benfica no jogo de preparação realizado esta tarde na Alemanha, vai fazer queixa do clube encarnado e do jogador Luisão por «agressão» ao árbitro da partida. Poucos minutos antes do intervalo, o juiz mostrou o segundo amarelo a Javi Garcia e Luisão fez uma espécie de «parede» a Christian Fischer, levando o árbitro a estatelar-se com aparato no relvado, alegadamente simulando um desmaio. Um jornal alemão apelida a acção do brasileiro de «body check». Segundos depois Fischer levantou-se e saiu rumo ao balneário para não mais voltar. O jogo terminou aos 39 minutos. O Benfica acusa o árbitro de teatralização. Veremos as consequências para Luisão a nível nacional e internacional. Os jogos a feijões já não são o que eram.