11 janeiro, 2012

Soporífero contracorrente

Estreou ontem na SIC-Notícias. A Ana dos olhos tristes, acompanhada pelo «boss» Balsemão, Vitorino, Ferreira Leite, Barreto e Sobrinho Simões, à conversa, qual mesa de café. Se um "senador" adormece muita gente, 5 "senadores" e uma esfinge adormecem muito mais. Aguentei meia hora. Descobri novo drunfo para a sonolência.

8 comentários:

Anónimo disse...

Tome Viagra que melhora

Anónimo disse...

A D. Manuela arranja sempre merda (com vossa licença). A senhora tem uma falta de jeito absolutamente arrepiante...

Anónimo disse...

A D. Manuela diz o que há a dizer - a maçadora realidade - sem as bizantinices e os floreados neutralizadores dos políticos (até que a coisa estoira, fatalmente, para grande terror dos distraídos). Isso acaba com ela na política, pois claro, e assim revela muito sobre "a política" (toda ela) e sobre todos nós.

Mas se a senhora já não tem especiais ambições nessa abnegada actividade, faz muito bem em dizer o que pensa e como as coisas são.

Pelo menos sente-se um tipo um pouco menos tomado por parvo.

Costa

Artur disse...

Deixei de ver as SICs. Agora escrevem naquela ortografia marada e eu não concedo favores a malta que se submete voluntariamente àquela miséria ordinária.

Fado Alexandrino disse...

Não vi nem nunca irei ver.
Mas como é que um pugrama pode ter uma empregada e o patrão ao mesmo tempo?

Fado Alexandrino disse...

Não vi nem nunca irei ver.
Mas como é que um pugrama pode ter uma empregada e o patrão ao mesmo tempo?

Lousanense disse...

Bem, não era uma empregada. Era a Ana Lourenço - uma das mulheres mais bonitas do mundo. Mas não deixa de ser uma traidora quando aceita que uma língua de trapos passe no rodapé.

Fado Alexandrino disse...

Lousanense:

Concordo mas afastando-me do assunto linda e com algo na cabeça é Soraya Sáenz de Santamaría.

A Ana, coitadinha, julga que por ter sido ungida jornalista passou de repente a um patamar superior de honestidade e opinião isenta.
Um erro comum a todos eles.