11 março, 2011

Cavaco sem rede

No dia 1 do seu segundo mandato, Cavaco justifica-se no Facebook, falando em «interpretação abusiva ou distorcida das palavras» e sugerindo que se leia o texto integral do seu discurso de posse disponível na página da Presidência. Mas um Presidente precisa de se dar a este trabalho? Mais valia fazer uma comunicação ao país...

2 comentários:

GOD is writing in watermelons disse...

nego-vos essa consequência porque uma coisa é ser verdadeira rede outra coisa é ser rede verdadeira

verdadeira rede é qualquer rede

mas rede verdadeira é só a que trata verdade e parece muito que a verdade teça redes porque onde há redes há engano que a verdade não permite

mas a política é paradoxal

logo Cavaco tem redes essa é a fineza desta arte

tecer redes

mesmo redes virtuais

e logo abrirei caminhos onde os meus fiéis naveguem de vento em popa

e fala verdade
Date et datibur vobis

GOD is writing in watermelons disse...

ou seja parece não ter redes

mas tece redes com palavras

e essas invisíveis redes

forram tempo e o tempo não as desgasta