31 dezembro, 2010

Andar a pé (ainda) não paga imposto

Foi ao som de «Bad Romance», da excêntrica Lady Gaga, que Sydney deu as boas vindas a 2011. Por cá, pela amostra que tivemos nos telejornais das 8 dos preparativos da festa desta noite até parece que a partir de amanhã estes país não é para pobres. Puro engano. Como dizia ontem um jornal especializado na área económica, a única actividade ou serviço que não vai pagar imposto acrescido é andar a pé. Bom ano, caros amigos!

2 comentários:

José María Souza Costa disse...

Passei aqui lendo. Vim lhe desejar um Tempo Agradável, Harmonioso e com Sabedoria. Nenhuma pessoa indicou-me ou chamou-me aqui. Gostei do que vi e li. Por isso, estou lhe convidando a visitar o meu blog. Muito Simplório por sinal. Mas, dinâmico e autêntico. E se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei lá, muito grato esperando por você. Se tiveres tuiter, e desejar, é só deixar que agente segue.
Um abraço e fique com DEUS.

http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

Anónimo disse...

Eu cá não sou especializada em nada, mas contrario o que esse jornal económico vaticinou. Como é que andar a pé não paga imposto...? Quanto é que se paga por umas meias-solas...? E por umas simples capas...? O que vale é que os chineses são tipo Citroen (vieram para ficar!) e vão ser os salvadores da pátria (da nossa, cada vez menos nossa!). É vê-los abrir mega-lojas, sempre cheias e com preços proibitivos para os comerciantes nacionais...

Maria Luis