26 novembro, 2009

Palavra de pensador

George Steiner, um dos grandes "maîtres à penser" do nosso tempo, recebeu hoje o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Lisboa. Nas palavras que proferiu no final do simbólico acto defendeu que a universidade deve ter como pilares fundamentais e transversais «a Arquitectura, a Matemática e a Música». Steiner é apologista de uma universidade «ecuménica» que agregue numa mesma licenciatura diferentes áreas de conhecimento, conferindo uma maior segurança ao estudante, na preparação para a realidade que vai encontrar no seu dia-a-dia profissional. Se o ministro Mariano Gago não ouviu estas recomendações, pelo menos que alguém tenha a iniciativa de lhe contar.

2 comentários:

Anónimo disse...

é. ideias comunas quando a universidade mundial vai em sentido completamente oposto. nm

Zorro disse...

Hoje, com a quantidade e complexidade das matérias, é difícil abarcar grandes porções de conhecimento, especialmente em cursos de curta duração, alguns feitos ao Domingo, no emprego e enviados por faz.
No entanto concordo que os licenciados deveriam ter uma formação mais adequada ao mundo do trabalho, especialmente para conseguirem criar o seu próprio posto de trabalho, o que é muito difícil dominando apenas as matérias leccionadas na sua área.
A não ser que tenha qualidades de vendedor da banha da cobra, como o nosso falso PM.